Gaspar, 18.
"Talvez as coisas fossem mais fáceis no mundo onde eu criei. Talvez eu apenas não saiba o que fazer, falar e escrever. Ou talvez sejam as pessoas que não entendem as coisas que eu falo e penso. Sei lá, é tudo tão estranho e complicado pra mim. Sem você, não sei... fico perdida." Sobre não escrever, Miranda.
Me mande mentalmente coisas boas. Estou tendo uns dias difíceis, mas nada grave. Dias escuros e sem sorrisos, sem risadas de verdade. Dias tristes, vontade de fazer nada, só dormir. Dormir porque o mundo dos sonhos é melhor, porque meus desejos valem de algo. Dormir porque não há tormentos enquanto sonho, e eu posso tornar tudo realidade. Quando acordo, vejo que meus sonhos não passam disso, sonhos. E é assim que cada dia começa: desejando que não tivesse começado, desejando viver no mundo dos sonhos, ou transformar meu mundo real num lugar que eu possa viver, não sobreviver.
Caio Fernando Abreu. (via cuidei)

Já fui mais legal.

Dependendo de quem vem, um “dorme bem” vale muito. E a gente acaba mesmo indo dormir bem.
Soulstripper.  (via amortalizei)
Claro que já cometi erros e magoei pessoas, mas quem nunca fez isso?
— Quoteografa. (via amortalizei)
Tenho pena de quem me conheceu depois de você, assim, desacreditado. Dá vontade de falar: desculpa, é que já passou alguém por aqui e levou tudo.
Soulstripper.   (via nobroke)
And nothing else matters…
— Metallica.
Eu tenho que estar bem, sem estar bem… Isso cansa.
Cartas dos Derrotados.   (via nobroke)
O meu vizinho do lado
Se matou de solidão
Ligou o gás, o coitado
Último gás do bujão
Porque ninguém o queria
Ninguém lhe dava atenção
Porque ninguém mais lhe abria
As portas do coração
Levou com ele seu louro
E um gato de estimação
Há tanta gente sozinha
Que a gente mal adivinha
Gente sem vez para amar
Gente sem mão para dar
Gente que basta um olhar
Quase nada
Gente com os olhos no chão
Sempre pedindo perdão
Gente que a gente não vê
Porque é quase nada.
— Vinícius de Moraes  (via volatum)
theme por: romanceais